Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

Campanha de vacinação no RN prevê imunizar 188 mil crianças


Postado em 1 de agosto de 2018 - 8:15h

A nova campanha de vacinação no Rio Grande do Norte prevê imunizar 188.961 crianças de 1 a 5 anos contra sarampo e poliomielite. Para atingir esse objetivo, foram adquiridas pelo Ministério da Saúde 476.840 doses de vacinas. A campanha começa dia 6 (próxima segunda-feira) e vai até 31 de agosto.

No Brasil, o objetivo é vacinar 11,2 milhões de crianças nessa faixa etária. Para isso, foram adquiridas 28,3 milhões de doses de vacina, o que custou R$ 160,7 milhões. A nova campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e sarampo é uma resposta à queda da cobertura vacinal que tem sido motivo de alerta por parte do Ministério da Saúde.

O dia D de mobilização nacional será 18 de agosto, quando mais de 36 mil postos de vacinação em todo o país ficarão abertos para receber a população. A meta total é vacinar pelo menos 95% das crianças na faixa etária especificada. De acordo com o Ministério da Saúde, todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida receberão a VIP. Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a VOP, a gotinha. Com relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice viral, independente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

Nos estados que registraram casos de sarampo, a vacinação foi antecipada como medida de bloqueio para interromper a circulação do vírus. Em Roraima, a campanha iniciou em março e envolveu pessoas de 6 meses a 49 anos. Já em Manaus (AM), aconteceu em abril e o público vacinado foi de 6 meses a 29 anos de idade. Em Rondônia, a vacinação está em andamento para crianças de 6 meses a menores de cinco anos. Durante a mobilização nacional, esses estados devem convocar novamente as crianças de um a menores de cinco anos para receber a imunização.

Fonte: NaSemana