Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

CNH Digital não empolga brasileiros e só 6% optam pela versão virtual


Postado em 19 de julho de 2019 - 9:15h

A praticidade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital parece não ter animado os brasileiros a deixarem de lado a versão física, tradicional. Disponível a todos os motoristas que tiraram o documento a partir de maio de 2017, ela só se tornou virtual a pouco mais de 6,8% dessas pessoas.

Dos 37 milhões de motoristas que retiraram a carteira desde o início de 2017 a maio de 2019 (37.712.271, para ser exato), só 2,57 milhões emitiram o documento eletrônico. Os números, divulgados pelo Ministério da Infraestrutura a pedido do R7, são anuais e não permitem, dessa forma, a exclusão dos habilitados entre janeiro e abril de 2017, que não têm direito à CNH Digital.

O ministério reforça que os motoristas que ainda pretendem ter a versão virtual podem criá-la diretamente de casa, de seus smartphones. O primeiro passo é procurar o aplicativo oficial – Carteira Digital de Trânsito (CDT) – nas lojas virtuais Play Store e Apple Store.

Além da CNH Digital, o aplicativo também emite, mas neste caso não para todos os estados, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) virtual. No esforço de modernizar seus serviços o órgão lançou neste ano o novo Portal de Serviços de Trânsito.

Com o site, o cidadão pode ter acesso a informações sobre as habilitações e veículos em uma única plataforma, como dados dos automóveis registrados no CPF do condutor e das infrações. Não é possível, no entanto, emitir multas pelo endereço.

O estado da federação que teve a maior busca por CNHs Digitais foi São Paulo, com 558.998 documentos. Se o número parece alto, representa, no entanto, apenas 4,9% das carteiras físicas retiradas desde 2017 (11.376.976). Roraima tem o menor registro de habilitações virtuais: 4.770, ou 6,2% das 76.322 carteiras emitidas no período.

Fonte: R7