Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

Festa de Sant’Ana agora é patrimônio cultural e imaterial do RN


Postado em 13 de março de 2020 - 7:41h

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social da Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (12), o projeto que torna a Festa de Santana patrimônio cultural e imaterial do Rio Grande do Norte. A tradicional festa celebra a padroeira da cidade de Caicó, no Seridó Potiguar, e também abrange outros municípios como Currais Novos e Santana dos Matos. O projeto, de iniciativa do deputado estadual Ubaldo Fernandes (PL), foi relatado pelo deputado Francisco do PT e aprovado à unanimidade.

O festejo religioso é realizado há mais de 270 anos no estado potiguar e dura onze dias. O encerramento ocorre sempre no domingo imediatamente posterior ao dia de Sant’Ana – celebrado em 26 de julho. A origem remonta aos processos de ocupação territorial e formação da sociedade ainda no período da colonização portuguesa.

Em 13 de dezembro de 2010, a nível nacional, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) já tinha concedido à Festa de Santana de Caicó o título de Patrimônio Cultural Brasileiro.

Fonte: Portal da Tropical