Telefone/WhatsApp: (84) 99911-9627

Alguns mitos e verdades sobre o novo coronavírus


Postado em 21 de março de 2020 - 7:36h

A pandemia de coronavírus estimulou uma corrida em busca de informações sobre como se previnir da doença. Algumas pessoas, no entanto, acabam espalhando teorias, receitas e dicas de cuidados que, nem sempre, são verdadeiras. Pensando nisto, o R7 ouviu um especialista para esclarecer o que é mito e o que é verdade.

Mensagem falsas que circulam na internet afirmam que a erva doce é rica em tamiflu – substância indicada para o tratamento do H1N1. O infectologista Carlos Starling, diretor da Sociedade Mineira de Infecotologia, contudo, nega a informação.

— Ingerir o chá, como os demais líquidos, sempre vai ser interessante para a hidratação, mas a erva doce não tem o medicamento indicado para H1N1 e nem para substância de cura para o coronavírus.

De acordo com Starling, os animais podem pegar coronavírus, mas não do mesmo tipo que está infectando milhares de pessoas pelo mundo atualmente. O especialista também destaca que os pets não passam o vírus para os humanos.

— Eles podem pegar outros coronavírus, que não são o Covid-19. Mas podem apresentar sintomas da mesma forma.

Starling explica que está enganado quem pensa que toda quarentena dura 40 dias. Segundo o infectologista, o tempo varia de acordo com a necessidade de cada doença.

— No caso do novo coronavírus a indicação é de 14 dias para quem teve sintomas ou teve contato com algum caso confirmado.

Fonte: R7