Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

28,5% dos leitos críticos estão ocupados no RN com pacientes com coronavírus


Postado em 21 de abril de 2020 - 15:57h

Com 57 pacientes internados em leitos críticos (UTI e CTI), a ocupação desses leitos disponíveis no sistema público e privado para a COVID-19 atinge o percentual de 28,5%. Segundo o secretário adjunto de saúde, Petrônio Spinelli, o ideal é que a ocupação fique em torno de 30% para ter a situação controlada. “A nossa meta é manter sempre, na medida do possível, uma taxa de ocupação no máximo em 30% até para prevenir o momento mais crítico da doença, aonde o crescimento é exponencial”, disse.

Para isso, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), disse que a intenção é apressar a abertura dos novos leitos. “Nessa semana nós estamos num processo de intensificar a abertura de leitos nos dois grandes centros, onde as pressões de assistência são maiores, que é, no caso, Natal e Mossoró, e a expectativa nossa é que de fato a gente tente voltar a um patamar ainda mais confortável ainda essa semana”, ressaltou Petrônio.

Entretanto, existem ao todo, 92 pacientes internados entre leitos críticos e clínicos, entre eles são 44 confirmados com a doença e 48 suspeitos.

De acordo com o novo boletim da Sesap, são 2.754 suspeitos, 2.575 descartados, 605 infectados, 161 recuperados e 29 óbitos.

Durante a coletiva, o secretário falou da importância das doações que já foram e estão sendo feitas, e falou da necessidade de donativos específicos para a montagem dos leitos críticos, e citou uma tomada (receptor de energia).

entre outras medidas, disse que o comitê de saúde montado para acompanhar a doença está em viagem a uma das regiões do estado para analisar as necessidades dos hospitais para o combate do coronavírus.

Caso da criança morta com COVID-19

Em um terceiro exame realizado na mãe do bebê recém-nascido que faleceu por COVID-19 em Natal, o resultado foi negativo, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS). Sobre o assunto, Petrônio explicou que a Sesap vem acompanhando o caso que segue em investigação, na ocasião ressaltou a seriedade do trabalho feito em parceira com a prefeitura da capital em combate ao coronavírus.

Fonte: Portal da Tropical