Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

UFRN recebe autorização e passa a realizar testes integrais da Covid-19


Postado em 15 de maio de 2020 - 6:59h

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Instituto de Medicina Tropical (IMT), recebeu autorização do Instituto Evandro Chagas (IEC) para gerenciar todas as fases do exame para diagnóstico da Covid-19. Dessa forma, como explicou a diretora do IMT, Selma Jerônimo, a universidade passa a receber amostras de pacientes não somente do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/RN), mas também diretamente das prefeituras de Natal, Mossoró e Apodi.

O IMT tem focado as atenções para os municípios com mortes confirmadas por Covid-19 e com maior número de casos registrados. “Existem muitos casos confirmados da Covid-19 nos municípios do RN e nós queremos dar o apoio realizando esses testes, porque o Lacen já tem uma demanda imensa”, explicou a médica Selma Jerônimo, diretora do IMT. Até o último dia 10, já foram processados 2.811 exames, sendo 426 desses realizados integralmente pela UFRN.

Desde março, quando iniciou o avanço do novo coronavírus no Rio Grande do Norte, o Instituto de Medicina Tropical adquiriu testes e começou a realizar exames para detecção da Covid-19 em pacientes do estado. No início, o instituto complementava o trabalho do Lacen/RN realizando apenas a amplificação viral por PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) para detecção do vírus a partir de amostras recebidas do laboratório. Porém, neste mês, com a autorização do IEC, ele passou a fazer também a extração do ácido nucleico viral das amostras respiratórios de pacientes.

Atualmente, são realizados 120 exames diários, mas esse número deve ser ampliado. De acordo com a diretora do IMT, o laboratório está preparado para executar 100 mil testes nos próximos dez meses. “Estamos aguardando a chegada de um equipamento, comprado pela UFRN com recursos do Ministério da Educação, que vai gilizar o processo”, disse.

Fonte: Portal da Tropical