Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

RN contabiliza 367 óbitos por covid-19 e mantém baixo isolamento social


Postado em 3 de junho de 2020 - 18:00h

Total de óbitos por covid-19 chega aos 367 no Rio Grande do Norte com a confirmação de mais 26 nesta quarta-feira (3). Sete deles ocorridos em 24 horas. Outros 69 seguem sob investigação. Os dados foram revelados no final da manhã pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap).

O estado contabiliza 19.659 casos suspeitos e 9.148 confirmados. Outras 16.013 pessoas que fizeram o teste para o coronavírus tiveram a infecção descartada. De acordo com os dados atualizados, existem no momento 594 pessoas internadas com a doença ou a suspeita dela. Deste montante, 293 estão em leitos críticos.

De acordo com Petrônio Spinelli, secretário adjunto de saúde do estado, a situação é crítica. “Nós estamos criando e criamos muitos leitos, estamos operando com toda a dificuldade inerente a esse momento, particularmente, na questão de pessoal para continuar abrindo leitos, mas nós temos um limite e a gente vem alertando aqui: toda a estrutura do estado, dos municípios será insuficiente se a gente efetivamente não mexer no isolamento social.”

Um quantitativo de 114 pacientes compõe a fila de espera por regulação (tranferência para leitos específicos para pacientes com Covid-19. Um deles como primeira prioridade, precisando ser transferido de imediato a um leito crítico. Outros 27 em prioridade dois, quando há a possibilidade de agravamento do caso e a necessidade de transferência para UTIs ou semi-intensivo. Em outras prioridades estão 86 outros pacientes, estes com menos gravidade.

Com relação a ocupação dos leitos, Petrônio informou que naquele momento da entrevista, os 53 leitos de Mossoró estavam 100% ocupados; na Região Metropolitana, 97,5% dos 143 leitos estavam com pacientes; no Alto-Oeste, 100% de ocupação nos 5 leitos existentes; e no Seridó, 45% dos 22 leitos sendo utilizados.

Ele aproveitou para explicar que a partir do momento em que o paciente entra na fila de espera ou regulação por leitos críticos, o critério é técnico e ele será transferido para onde houver vaga, não importando a origem do município.

Com o baixo índice de isolamento social que vem sendo registrado no Rio Grande do Norte, a última atualização traz o percentual de 41%, Spinelli fala novamente da necessidade do cumprimento do isolamento social e pede união de todos. “Nós temos que entender que o isolamento previsto que estava nos decretos, particularmente o estadual, ele não conseguiu ser efetivado, essa é a realidade, então não dava para esperar mais, precisava repactuar e esse é o momento de repactuar”, enfatizou o secretário.

Ele complementou, ao falar das reuniões realizadas com gestores municipais, empresários e representantes da sociedade civil que a ” ação do isolamento social, ela também passa pelo um componente simbólico, tem que haver união clara de todos os gestores, no sentido de que nós queremos salvar vidas e nós não podemos nos dividir nesse momento. O principal nesse momento é união é simbolizar para a sociedade claramente que os gestores municipais, estaduais que toda a sociedade precisa estar unido no sentido de aumentar o isolamento social”, apelou Spinelli.

Fonte: Portal da Tropical