Telefone/WhatsApp: (84) 3412-4414

Petrobras anuncia a venda do Polo Potiguar e deve deixar o RN


Postado em 25 de agosto de 2020 - 11:56h

O anúncio de venda da Petrobras, no Rio Grande do Norte, foi postado no site da estatal, nesta segunda-feira (24). A empresa está ofertando a totalidade de suas participações na produção de petróleo, seja em áreas terrestres ou águas marítimas da Bacia Potiguar. Ao todo, o Polo Potiguar é formado por três subpolos (Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana), totalizado 26 concessões de produção (23 terrestres e 3 marítimas).

Estão sendo ofertados a cessão dos direitos de exploração, o desenvolvimento e produção de óleo e gás natural desse grupo de campos terrestres e de águas rasas, com instalações integradas. Além da infraestrutura de produção e escoamento que atendem estes subpolos, e o Ativo Industrial (ATI) localizado no município de Guamaré.

A governadora Fátima Bezerra (PT) relatou em sua conta pessoal no Twitter que não foi informada sobre a venda e se mostrou indignada com o anúncio. “Recebi com perplexidade e indignação a notícia de que a @petrobrás está sendo literalmente desmontada no Rio Grande do Norte com o anúncio agora à noite de que a empresa vai abandonar o estado, uma vez que colocará a venda todos os seus ativos”.

A produção média do Polo Potiguar entre janeiro e junho de 2020 foi de 23 mil bpd de óleo, sendo 97% produção onshore e 3% produção offshore, e 124 mil m3/d de gás, sendo 54% produção offshore e 46% produção onshore.

“É esse o presente que o RN tá recebendo, passados apenas três dias da visita do presidente à nossa terra? Quanta falta de respeito, quanto descaso!”, desabafou, Fátima, informando também que irá convocar todos os representantes de entidades empresariais e trabalhadores e a todos que interessarem lutar pela permanência da empresa no estado a trabalharem de forma unificada.

“Desde já quero convidar à discussão todas as entidades empresariais que representam o setor petroleiro Os trabalhadores da @petrobras e representantes da sociedade para lutarmos de forma unificada e com toda a responsabilidade que o tema requer, contra mais esse retrocesso”, afirmou a governadora.

Fonte: Portal da Tropical