Novo normal. Contratos “eternos” serão extintos na Globo

Talvez apareçam os desmentidos de praxe. Talvez. Porém, de acordo com alguns nomes da dramaturgia da Globo, os contratos eternos estão com os dias contados. Uma decisão definitiva e que “vai valer para todos”, respeitando, evidentemente, os seus prazos.

Desta forma, a emissora, ainda segundo essas fontes, adotará a mesma prática de tantas outras grandes empresas do mundo. O compromisso por obra é o que, “ad infinitum”, passará a valer.

Importante lembrar que por culpa de um modelo do passado, implantado por executivos que nem lá mais estão, eram muitos os contratos com salários altíssimos. Isso deixará de existir. O que vai prevalecer é o serviço prestado.

A decisão deve provocar uma revolução nas artes no Brasil, com mais valores importantes no mercado, voltando as atenções para convites do teatro, cinema, streaming e um tráfego ainda mais intenso entre as emissoras.

Todo este processo foi deflagrado com o projeto de unificação “Uma Só Globo”, que enxugou diversos quadros, e se intensificou com as dificuldades da economia na pandemia.

Fonte: R7/Flávio Ricco

Postado em 20 de setembro de 2020