Telefone/WhatsApp: (84) 99911-9627

Novas doses da Coronavac começam a ser distribuídas aos municípios do RN


Postado em 12 de março de 2021 - 8:39h

As novas doses da vacina contra covid-19 começaram a ser distribuídas, na manhã desta sexta-feira (12), aos municípios do Rio Grande do Norte. Ao todo, 43,2 mil doses da Coronavac desembarcaram no Aeroporto Internacional Aluízio Alves e foram levadas para a Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), em Natal. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), essa nova remessa será destinada à vacinação de idosos de 75 a 79 anos.

Ainda segundo a Sesap, nesse primeiro momento, apenas 21.270 doses da vacina estão sendo distribuídas para o atendimento parcial do grupo de pessoas de 75 a 79 anos, com a primeira dose. Também está sendo enviada a segunda dose, referente à quarta remessa, do público de 80 anos a 84 anos, o que corresponde a 9.220 doses. Além disso, parte dos imunizantes dessa nova remessa ficará resguardada na Unicat, em Natal, para garantir a segunda dose imunização da população e, também, a reserva técnica preconizada pelo Ministério da Saúde, estimada em 2.180 doses.

A entrega das vacinas para 11 regionais de Saúde segue os planos anteriores. O transporte dos imunizantes até as Unidades Regionais de Saúde Pública é realizado com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. As doses serão entregues ainda hoje para as seguintes regionais de Saúde: Santa Cruz, Caicó, João Câmara, Pau dos Ferros, Mossoró, São José do Mipibu, Macaíba, Extremoz, São Gonçalo do Amarante, Natal e Parnamirim. De lá, ocorre a distribuição para os demais municípios.

Em nota técnica, a Sesap sugere que seja seguido o seguinte cronograma, de acordo com o nível de prioridade de vacinação:

  • Pessoas com 80 a 84 anos – de 08/03 a 16/03
  • Pessoas com 75 a 79 anos – a partir de 15/03

A secretaria orienta ainda que os municípios busquem estratégias de ampliação do acesso (oferecendo a vacinação em Unidades Básicas de Saúde perto das casas/domicílios dos idosos, por exemplo) para esses públicos elencados, e só seguir para a próxima faixa etária (no cronograma) quando concluída a vacinação de todos os idosos do território da faixa etária em questão.

Outra recomendação da Sesap é para que os municípios que façam um levantamento do quantitativo de trabalhadores da linha de frente que ainda precisam se vacinar e, após consolidar as informações, encaminhar a lista, por meio de ofício à Sesap, que em seguida fará a validação e posterior envio das doses de acordo com o estoque da reserva técnica.

Fonte: Portal da Tropical