Começa a valer novo limite de 1,72% para juros do consignado do INSS

Foto: Reprodução

O novo teto da taxa de juros de 1,72% ao mês para empréstimos consignados a aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a valer nesta segunda-feira (11). A medida foi aprovada pelo CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social) no último dia 28 de fevereiro.

O limite para o empréstimo com desconto em folha caiu de 1,76% para 1,72% ao mês, uma queda de 0,04 ponto percentual. Para o cartão de crédito consignado a redução foi de 2,61% para 2,55% ao mês.

O consignado é oferecido a quem tem aposentadoria ou pensão creditada em conta-corrente. Pelo fato de o valor ser descontado diretamente na folha de pagamento, trata-se de uma opção de empréstimo fácil e com juro baixo.

É o sexto recuo desde março de 2023, quando foi estabelecida uma mudança do limite para o empréstimo com desconto em folha, de 2,14% para 1,97% ao mês, em um acordo entre o governo federal e os bancos.

Segundo o Ministério da Previdência Social, a partir de agora os bancos e instituições financeiras ficam proibidos de ofertar empréstimos e cartões consignados com taxas superiores aos novos tetos.

Pelas regras atuais, o segurado do INSS pode comprometer até 45% do benefício com o empréstimo. Desse total, 35% são para empréstimo pessoal, 5% para cartão de crédito e 5% para cartão de benefício.

O empréstimo pode ser pago em até 84 meses (sete anos) e os juros são limitados, o que significa que a instituição financeira pode cobrar menos, mas não mais do que essa taxa. Ao contratar um crédito consignado, é fundamental adotar alguns cuidados para não cair em armadilhas. Como o pagamento sai direto do pagamento ou o benefício, errar nessa hora pode causar problemas.

Aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios pagos pelo INSS, até mesmo o BPC (Benefício de Prestação Continuada), devem conferir a taxa cobrada por instituições financeiras antes de pegar o empréstimo.

Para conferir as taxas e escolher a que melhor cabe no orçamento basta acessar Meu INSS sem precisar de login e senha.

Acesse o aplicativo ou site Meu INSS

Fonte: INSS

Postado em 11 de Março, 2024