Botafogo supera o Flamengo no Maracanã e aumenta a pressão sobre Tite

Com uma grande atuação no segundo tempo, o Botafogo venceu o clássico sobre o Flamengo, por 2 a 0, no Maracanã, neste domingo, e assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro.

A terceira vitória seguida fez o Botafogo chegar aos nove pontos, passando o próprio Flamengo, que perdeu a invencibilidade e estacionou nos sete pontos, caindo para o quinto lugar. Tite e os jogadores rubro-negros deixaram o campo sob vaias. O treinador vê a pressão aumentar ainda mais. Ele já vinha sendo criticado pelas escolhas nos jogos contra Palmeiras (0 a 0) e Bolívar-BOL (1 a 2).

Para terminar a quarta rodada na liderança, o Botafogo tem que torcer por um tropeço do Red Bull Bragantino, que tem sete pontos e visita o Fortaleza. Athletico-PR e Internacional podem chegar aos mesmos nove pontos se vencerem Juventude e Atlético-GO, respectivamente.

A ideia de jogo dos dois times foi bem clara desde o início. O Flamengo controlou a posse de bola, mas esbarrou na forte marcação do Botafogo, que apostava no contra-ataque. Sobrou disposição, mas faltou criatividade.

O primeiro tempo no Maracanã terminou sem nenhuma grande defesa de Rossi e John. O Flamengo chegou a assustar em finalização colocada de Luiz Araújo, que saiu pela linha de fundo. Mas foi só.

A mudança de postura do Botafogo no segundo tempo surtiu efeito logo aos 7 minutos. Em jogada ensaiada, Savarino cobrou escanteio na entrada da área e Luiz Henrique bateu de primeira, no cantinho de Rossi. Na comemoração, o atacante colocou a máscara do Pantera Negra.

Em busca do empate, o Flamengo assustou na cabeçada de Fabricio Bruno, que passou raspando a trave de John. A reação rubro-negra ficou mais difícil aos 24 minutos, quando Arrascaeta pediu para ser substituído.

No contra-ataque, o Botafogo quase ampliou. Tchê Tchê cruzou rasteiro e Jeffinho desviou de primeira. Com os pés, Rossi fez grande defesa. A partida ficou aberta e o Flamengo assustou em cabeçada do jovem Lorran.

Qualquer reação rubro-negra foi por água abaixo aos 47 minutos. Fabrício Bruno foi desarmado por Diego Hernández, Jeffinho rolou e Savarino bateu no contra-pé de Rossi. Os jogadores do Flamengo reclamaram de falta no zagueiro, mas Raphael Claus, perto do lance, validou o gol.

Os times voltam a campo no meio de semana pela 3ª fase da Copa do Brasil. O Flamengo recebe o Amazonas, na quarta-feira (1), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, e o Botafogo enfrenta o Vitória, na quinta (2), às 19h (de Brasília), no Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 2 BOTAFOGO

FLAMENGO – Rossi; Varela (Wesley), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas (Viña); Erick Pulgar (Allan), Nicolás de La Cruz e Arrascaeta (Lorran); Luiz Araújo (Gerson), Pedro e Bruno Henrique. Técnico: Tite.

BOTAFOGO – John; Damián, Lucas Halter (Alexander Barboza), Bastos e Hugo; Danilo Barbosa (Gregore), Marlon Freitas e Savarino; Luiz Henrique (Jefinho), Eduardo (Tchê Tchê) e Júnior Santos (Diego Hernández). Técnico: Arthur Jorge.

GOLS – Luiz Henrique, aos 7/2T, e Savarino, aos 47/2T (Botafogo)

CARTÕES AMARELOS – Nicolás de la Cruz (Flamengo); Danilo Barbosa, Jeffinho, Luiz Henrique e Savarino (Botafogo)

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP – FIFA)

PÚBLICO – 53.683 presentes

RENDA – R$ 2.956.180,00

LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadão Conteúdo

Postado em 29 de Abril, 2024