CONTA DE LUZ É UM DOS PRINCIPAIS GASTOS DOS BRASILEIROS

O arcebispo da Arquidiocese de Natal, Dom João Cardoso, afirmou que a aprovação da criação das novas duas dioceses no Rio Grande do Norte sairá em 2026. Em entrevista ao Jornal da Manhã Natal, nesta terça-feira (2), o arcebispo informou que após conclusão dos estudos, será preciso a aprovação do Vaticano para oficializar as sedes de Santa Cruz e Assú.

Para a criação das novas dioceses, Dom Cardoso explicou que foi criado uma comissão de estudos para avaliar critérios de viabilidade econômica, religiosa e cultural, estruturais e custos operacionais. Após finalização do estudo, o documento é apresentado para a Santa Sé, no Vaticano. O arcebispo estima que até o fim do ano seja concluído o projeto. Em seguida, será encaminhado a Roma para ser aprovado, o que deve demorar mais um ano. Em 2026, é divulgado o resultado.

Em relação a abertura de novas dioceses no RN, Dom João Cardoso esclareceu que o desejo de criar novas unidades de bispados é recorrente desde a década de 60. O arcebispo adiantou que a intenção da criação das dioceses é aproximar a igreja do povo. “O nosso Estado tem três dioceses e 56 mil km² e uma população de 3 milhões e 400 mil. Isso é a mesma população da Paraíba que tem cinco dioceses. Somente a arquidiocese de Natal tem 25mil km² e 2 milhões e 300 mil habitantes. Por mais que o bispo tenha a grande vontade de estar com seu povo, não consegue estar perto do povo”, afirmou o arcebispo.

Dom Cardoso estima que, com a criação das duas novas dioceses, o aumento de população na arquidiocese ficaria perto dos 1 milhão e 600 mil habitantes, com a região metropolitana de Natal. A ideia é ter uma grande diocese e posteriormente a criação de mais uma diocese. O arcebispo esclareceu que as duas cidades escolhidas são Assú e Santa Cruz.

“Vi a grande demanda de Assú, o povo de Assú tem grande vontade de ser sede de diocese. E Assú também é uma região que converge a região do vale do Assú e Salineira. É uma cidade promissora com novos investimentos econômicos”, esclareceu Dom Cardoso.

A outra diocese é em Santa Cruz, que possui a principal rota do turismo religioso do RN. “É outra cidade importantíssima, tem um grande santuário e um grande destino religioso. Assim, teremos duas novas dioceses, uma em Assú compreendendo a região do Vale do Assú e Salineira, e Santa Cruz, pegando a região do Trairi e do Vale do Cabugi.

Viagem a Roma

No último sábado (29), o arcebispo participou de uma benção na basílica de São Pedro, onde realizou o juramento de fidelidade perante o Papa Francisco. Sobre a ida a Roma, Dom Cardoso falou que é um momento importante visitar o túmulo de São Pedro e poder rezar em benefício ao povo.

“Significado de unidade com o Papa de Roma. O Pálio, na celebração que é dada aos metropolitas geralmente na festa de são Pedro, ocorre que na véspera da festa, o pálio é colocado no túmulo de São Pedro. No dia 29, o Papa abençoa o pálio e entrega ao arcebispo após juramento de fidelidade”.

No próximo domingo (7), Dom João Cardoso irá receber o pálio do Núncio, que representa diretamente o Papa no Brasil.

Tribuna do Norte

Postado em 2 de Julho, 2024